Hospital Padre C√≠cero realiza campanha sobre a importância da lavagem correta das mãos, neste maio do Controle das Infecções Hospitalares

Ações l√ļdicas sobre a importância da higienização correta das mãos são destaques no Hapvida NotreDame Interm√©dica neste m√™s. A iniciaitva faz alusão à passagem do Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares, celebrado no dia 15 de maio

Por Ferreira Junior em 20/05/2024 às 10:40:00

As mãos são a principal via de transmissão de microrganismos, seja durante a assist√™ncia hospitalar ou durante as atividades do dia a dia. A pr√°tica correta e constante em torno da higienização das mãos pode salvar vidas e ganha destaque, neste m√™s de maio, no Hospital Geral Padre Cícero, do Hapvida NotreDame Intermédica, pela passagem do Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares, celebrado no último dia 15. Todas as unidades hospitalares que possuem o Serviço de Controle de Infecção Relacionada a Assist√™ncia à Saúde (SCIRAS) realizam ações lúdicas de conscientização, voltadas para profissionais de saúde e pacientes, a fim de chamar a atenção para um ato tão simples, mas que previne doenças sérias.

A gerente corporativa de Controle de Infecções da Hapvida NotreDame Intermédica, Emanuela Ribeiro, explica que lavar as mãos corretamente é um cuidado de proteção de si e do outro. "Aproveitamos a data para realizar algumas ações de conscientização por momentos de descontração com nossos pacientes e profissionais de saúde. A higienização das mãos é uma das maneiras mais efetivas de reduzir a transmissão de infecções, é uma forma de proteger a si e ao outro, seja um ente querido ou o próprio paciente, e, acima de tudo, de salvar vidas", explica Emanuela.
A enfermeira Raísla Morgana, do Hospital Geral Padre Cícero, lembra que a participação de pacientes e acompanhantes é o grande destaque da campanha deste ano. "Achamos importante o envolvimento de todos nesse cuidado de prevenção. A adesão tem sido muito grande, desde as equipes de apoio, passando pelas √°reas assistenciais, até os acompanhantes dos pacientes. Realmente, um sucesso. Acho que trabalhar a informação de maneira lúdica, levar leveza para ambientes, às vezes, pesados, faz toda a diferença", comemora Raísla.

Brincar de lavar as mãos é coisa séria

De forma lúdica, crianças atendidas pelas unidades hospitalares são convidadas a sujar as mãos com uma solução colorida e, na sequ√™ncia, fazer a lavagem. Depois de limpas, as mãos são colocadas dentro de uma caixa especial, com luminol, que vai apontar se houve a correta higienização.

As crianças também recebem adesivos, no formato de uma gota, que devem ser colados em um mural, ao notarem que um colaborador higienizou as mãos antes de toc√°-las. Ao final, o desenho forma uma torneira jorrando "gotas de prevenção".

J√° os adultos participam de uma dinâmica de olhos vendados: realizam a higienização das mãos usando uma solução colorida, como se estivesse passando √°lcool em gel. Em seguida, j√° com os olhos descobertos, eles poderão perceber os pontos não higienizados, um alerta para os riscos de contaminação. O uso de um dominó com as cinco etapas para a correta higienização das mãos também faz parte das dinâmicas de conscientização.

Segundo a diretora-executiva de Acolhimento e Bem-Estar do Cliente, Franciane Gonçalves, a ação é também parte de um conjunto de iniciativas que, durante a internação, garantem ao paciente o recebimento de todo o cuidado necess√°rio para evitar infecções, tornando a internação mais acolhedora. Assim, segundo a diretora, aliando bem-estar e informação, é possível reduzir o tempo de perman√™ncia em ambiente hospitalar.

"As campanhas contribuem para a melhoria dos processos como um todo. H√° a promoção de conhecimento, o engajamento dos profissionais para exercerem com responsabilidade e excel√™ncia as atividades cotidianas e, sobretudo, a proteção integral do paciente, que é um ato de cuidado e amor", reforça Franciane.

A campanha institucional da maior empresa de saúde da América Latina, com quase 16 milhões de benefici√°rios, est√° alinhada ao tema da OMS (Organização Mundial da Saúde) e da Organização Panamericana de Saúde (OPAS). A ideia é compartilhar conhecimento em uma parceria do SCIRAS com o Apaixonados pela Vida, programa de acolhimento da companhia. As ações são realizadas nas unidades adulto e pedi√°tricas.

Para mais informações

Assessoria de Imprensa Hapvida NotreDame Intermédica
Sara Rebeca Aguiar: (85) 989547374

Comunicar erro
Banco do Brasil

Coment√°rios

Banco do Nordeste